Metafisica das Abelhas

Imprimir

O trabalho das Abelhas pode ser enquadrado dentro do segredo maravilhoso da natureza com ritmo e funções fantásticas, ou misticas, obedecem uma vida e um ideal dentro da natureza. As abelhas já não são encaradas como simples produtoras de mel e cêra, vivem em sociedade harmônica construída com princípios e em números de até 100.000 indivíduos numa só família com uma célula gigante e o núcleo central do protoplasma é representado pela rainha.
O características de uma colônia de abelhas é que sua função de atividade coordenadas e harmônicas partem de um ponto central de um núcleo central à periferia como uma força secreta que parte dentro de uma força psíquica à periferia, para expandir o plano desta força central no mundo exterior imediato; da mesma maneira como força e équilibrio harmônico dos astros e sistemas planetários,se expande de uma força central psíquica á periferia. Uma colmeia ou enxame funciona sob os mesmos princípios de equilíbrio como um gigantesco universo se apoia num núcleo "central" metafisico chamado Deus para dai irradiar ao mundo exterior imediato toda sua beleza e funções de equilíbrio harmônico.
Do mais poderoso telescópio mergulhando na profundeza do micro mundo encontramos também ali a força célula central numa simples limalha de ferro seu elemento protôn, neutros ou elétrons se equilibram ao redor de sua fôrça central chamada núcleo ou rainha das abelhas. A força germinativa do ser humano, animal ou da semente para uma árvore gigante, é um trabalho metafisico e metapsíquico com o nome simbólico de Deus, é está força de equilíbrio harmônico escapa ao microscópio mais potente, e só pode ser concebida por meios metafísicos e psíquicos cujo o germe repousa em todos os sere, tendo o homem o privilegio de poder desenvolver em si está força e pô-la em pratica em sua vida diária.
Walter kuhne Junior - Ambientalista