Jornal Correio de Notícias

Página Inicial | Entretenimento

Entretenimento

Alongamento de cílios fio a fio: você merece esse olhar

Quem não sonha em acordar, todos os dias, linda com um olhar marcante e cílios de boneca?

Isso não é mais sonho desde que a técnica de alongamento de cílios chegou por aqui. Mas você sabe como funciona e para quem é indicado este procedimento estético?

O alongamento de cílios fio a fio pode durar até 50 dias, desde que recebam cuidados específicos e passem por uma manutenção que garantirá o volume e beleza inicial.

A colocação é um trabalho minucioso que vai exigir da agenda da cliente uma média de 90 a 120 minutos e, Lourdes Amaral, especialista no procedimento, garante: são os melhores minutos que seu olhar poderá receber!

A colocação começa com um higienização da face, com foco na área dos olhos e dos cílios naturais.

Em seguida, é feito um isolamento da pálpebra inferior e, se preciso, uma sustentação da pálpebra superior para que a área que receberá os cílios, geralmente de fios de seda, fique pronta para o procedimento.

Para a colocação dos cílios fio a fio, é utilizada uma cola especifica, na cor preta, e a fixação se dá na haste do cílio natural. Pessoas sem cílios por qualquer que seja o motivo, precisam passar por uma avaliação médica antes do procedimento.

A colocação é minuciosa e designer são vários: você pode optar por um olhar mais gatinha, quando o fio da parte exterior é mais alongado, deixando o olhar mais “puxado”. Muitas mulheres preferem o designer boneca, cílios mais longos na parte central e, propositalmente menores nas partes interna e externa.

A especialista em alongamento de cílios e micropigmentação hiper realista Lourdes Amaral, explica que as vantagens são inúmeras quando se opta por uma colocação fio a fio: “além da durabilidade de até 50 dias, o cílio fio a fio fica muito mais natural. A lash designer pode aplicá-los de acordo com o que a cliente desejar no que diz respeito ao formato, ou obedecer a simetria do rosto”.

E as vantagens não param por aí, a colocação fio a fio garante mais saúde ao cílio natural, já que tenciona menos quando comparamos a colocação e retirada dos cílios postiços convencionais, e as máscaras de cílios que utilizamos diariamente.


 

Anticoncepcional: entenda a relação entre o contraceptivo a fertilidade da mulher

O uso contínuo do anticoncepcional pode diminuir as chances de engravidar no

futuro? De acordo com o médico creditado pela Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida, Edilberto Araújo Filho, não existem trabalhos científicos que comprovem essa relação. “As causas da não gravidez pós-suspensão do anticoncepcional podem ocorrer por causa de outros problemas, como a idade avançada (acima de 35 anos as chances de gravidez diminuem), disfunções hormonais, baixa reserva ovariana ou infecções genitais”, esclarece.

A partir do momento em que deseja ter um filho, uma das orientações que devem ser seguidas, após a realização dos exames de rotina na mulher e no homem é a suspensão dos métodos contraceptivos. “A chance de gravidez (até os 30 anos da mulher) fica em torno de 18% no primeiro mês e, em geral, o casal leva entre seis a sete meses para engravidar”, comenta Edilberto.

O anticoncepcional pode ser indicado a partir da primeira menstruação da mulher. É um dos métodos contraceptivos que contém os hormônios estrogênio e progesterona que são inibidores da liberação dos hormônios hipofisários FSH e LH, responsáveis pelo crescimento folicular e pela ovulação.

Entre os benefícios deste método contraceptivo, indica Edilberto, “está o efeito protetor contra o câncer de ovário e do útero, a diminuição do risco de formação de cistos ovarianos, o controle das disfunções hormonais para as mulheres que apresentam ovários policísticos e para as mulheres que têm disfunções menstruais com fluxo intenso ou irregular – podendo, dessa forma, diminuir a incidência de pólipos e miomas”.

O anticoncepcional também pode ser usado em técnicas de reprodução assistida com o objetivo de corrigir disfunções hormonais antes da Fertilização in Vitro (FIV).  As pacientes fazem o tratamento com a pílula antes da hiperestimulação ovariana para produzir os folículos e então realizar a coleta de óvulos no processo da FIV.

Os anticoncepcionais hormonais são classificados em: oral, injetável, endoceptivo (como o sistema intrauterino de levonorgestrel), adesivo, anel e implante. A suspensão de cada método interfere no período de retorno da fertilidade da mulher de acordo com o tipo. Saiba como:

Anticoncepcional oral, adesivo ou anel vaginal: O retorno à fertilidade é rápido e até imediato, mas pode levar até 2-3 ciclos para regularizar o ciclo menstrual.

Anticoncepcional injetável ou por implante: Pode levar até seis a nove meses para regularizar o ciclo menstrual frequentemente necessário para a gravidez. Os anticoncepcionais injetáveis trimestrais devem ser usados com moderação pelas mulheres que desejam engravidar em curto período de tempo.

Sistema liberador de levonorgestrel: O retorno à fertilidade é rápido e até imediato, mas pode levar até dois ciclos para regularizar o processo de menstruação.

 

8 praias tranquilas do México para conhecer

 

Série Recitais Mourisco realiza apresentação gratuita de Eduardo Bighelini e Rodolfo Wulfhorst

A Biblioteca Pública do Estado (BPE) promove neste domingo, 26 de novembro, às 18h, concerto com o tenor Eduardo Bighelini e o pianista Rodolfo Wulfhorst, dentro da série Recitais Mourisco. A apresentação ocorre no Salão Mourisco, com entrada franca.

O programa é composto por doze composições: “Cancion al arbol del olvido”       de Alberto Ginastera, “La strada del bosco” de Cesare Andrea Bixio e  Rusconi, “Torna, piccina mia” de Cesare Andrea  Bixio, “La canzone dell’amore” de Cesare Andrea Bixio e B. Cherubini, “Marechiare” de Francesco Paolo Tosti e S. Di Giacomo, “La Paloma..." de Sebastian de Yradier, “Rondine al Nido..." de Vincenzo de Crescenzo e L. Sica, “La Spagnola..." de Vicenzo di Chiara, “Occhi di fata..." e “Vucchella..." de Paolo Tosti, “O Surdato 'Nnammurato..." de Anielo Califano e Enrico Cannio e “Valencia” de José Padilla.

EDUARDO BIGHELINI

Natural de Porto Alegre, iniciou seus estudos com o tenor Decápolis de Andrade, maestro Luiz Henrique Gervásio Lemos e segue se aperfeiçoando com o Professor Sílvio Corrêa. Realizou diversos cursos de aprimoramento com renomados professores, com Luciano Pavarotti. Conquistou alguns prêmios ao longo de sua trajetória: Melhor Intérprete no Concurso Internacional Oscar Della Música italiana (2002), Concurso Decápolis de Andrade da UCS/RS (2003), Concursos Internacionais Bidú Sayão em  Belém/PA (2004/2005) e Maria Callas em Jacareí/SP (2005). Atuou como solista em eventos com Bibi Ferreira, Yamandu Costa, Borghettinho e Roberto Carlos, executando as obras: Die Maurerfreude - Kv. 471 e Missa da Coroação - Kv. 317 de Mozart, Fantasia para Piano - Opus 80 de Beethoven, Missa em Dó Maior - Opus 86 de Beethoven, Missa Solemnis - Opus 123 de Beethoven, Sinfonia nº 9 em Ré menor - Opus 125 de Beethoven, Missa in tempore belli...“Paukenmesse" de Haydn, Carmina Burana de Carl Orff, Cantata - BWV 137 e Magnificat - BWV 243 de Bach, Te Deum de Bruckner, Requiem de Verdi, Missa San Ignácio de Domenico Zipoli, Oratório São João Batista e Oratório Sermão da Montanha de Léo Schneider, Missa Criolla e Navidad Nuestra de Ariel Ramirez, Natal Luz Gramado/RS - “Nativitaten” (2003/2004/2007/2008) e Natal Luz 2007 de Erechim/RS, Maratona Musical OSPA(2008/2009/2010) sob as batutas de Manfredo Schmiedt e Isaac Karabtchevsky.

Participou do concerto de inauguração do Anfiteatro Casa das Artes de Bento Gonçalves/RS com a OSUCS (2009). Possui participações em CD e DVD de diferentes gêneros musicais. Gravou o DVD “Tributo a Léo Schneider” * 100 anos (2010), idealizado pela organista Anne Schneider, sendo indicado ao Prêmio Açorianos de Música (2011). Neste mesmo ano  participou do Concerto "Video Games Live – Brasil”, o maior evento de game music do mundo, com a Orquestra Villa Lobos no Teatro do SESI/RS, sob a regência de Wataru Hokoyama. É um dos cantores profissionais mais requisitados do RS, unindo versatilidade e muito refinamento em suas interpretações.

RODOLFO DANIEL WULFHORST

Natural de Ijuí/RS, começou a estudar piano aos 8 anos, com sua mãe, Dorothea Wulfhorst. Formado em Ciências da Computação, concluiu seu mestrado em Inteligência Artificial aplicada à Música pela UFRGS (2002).   Concomitantemente estudou piano com Ney Fialkow pelo Curso de Extensão em Música do Instituto de Artes da UFRGS.

Desde 1992 atua como pianista acompanhador, tendo atuado com conceituados músicos do cenário erudito gaúcho e brasileiro. Tem extensa atuação como pianista em montagens de óperas em formato "de bolso". Destacam-se obras de Donizetti (L´Elisir d´Amore) , Pergolesi (Serva Padrona), Mozart (Flaua Mágica, Bastien und Bastienne) , Verdi (Traviata, Rigoletto e Otello), Puccini (Madama Butterfly, La Bohème), Gounod (Romeu e Julieta), Bizet (Carmen), Leoncavallo (Pagliacci) e Bernstein (West Side Story). Participa atualmente dos projetos “Terça Lírica” e "Arte Lírica", que ocorrem, respectivamente no Palácio da Justiça de Porto Alegre e no Foyer do Theatro São Pedro.

Serviço:
Dia: 26 de novembro de 2017 (domingo)
Hora: 18h
Local: Salão Mourisco da Biblioteca Pública do Estado/BPE (Riachuelo, 1190, esquina com General Câmara)
Contato:
http://www.ebighelini.com.br Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ou (51) 98183-9688
Entrada franca

 

Prossegue até sábado o 2° Gestos Contemporâneos no Theatro São Pedro

Os destaques da dança no Estado poderão ser conferidos até sábado, no Theatro São Pedro, dentro da programação do 2º Gestos Contemporâneos. Destinada também ao público infantil, a realização é do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, Theatro São Pedro e Sistema Fecomércio-RS/Sesc. A curadoria é assinada por Maria Waleska Van Helden.

Nesta sexta-feira (24), às 21h, a atração é a montagem "Dance a Letra - Grupão Pocket Live Gestos Caetano", com o grupo Macarenando Dance Concept (RS). Com direção e coreografia de Diego Mac e Gui Malgarizi, trata-se de um conjunto de coreografias criadas a partir da pesquisa de gestos literais para letras de músicas da obra de Caetano Veloso. No elenco, estão Aline Karpinski, Arthur Bonfanti, Daniela Aquino, Dani Dutra, Dani Boff, Denis Gosch, Giulia Baptista, Juliana Rutkowski e Nilton Gaffree.

No sábado (25), às 16h, os públicos adulto e infantil têm participação garantida no Gestos com a apresentação de "Tóin 2 - Dança para Segunda Infância", com a Muovere Cia de Dança Contemporânea (RS). A apresentação será na Sala da Música, no Multipalco do Theatro São Pedro é indicado para crianças de 03 a 07 anos.

Com direção de Jussara Miranda, "Tóin 2 - Dança Para Segunda Infância" dança a história de três personagens e seus amigos imaginários. A pesquisa partiu do estímulo do livro As Cidades Invisíveis de Ítalo Calvino, revelando os "Marco Polinhos" que povoam o imaginário infantil. Gláucia de Souza, Maurilo Andreas, Eva Furnari, Monteiro Lobato e Maria Amália Camargo ilustram a visão poética do espetáculo. Heróis, robots, personagens de filmes e vídeos e histórias infantis atuais compõem a fantástica aventura vivida por Juju do Bigode Azul (Nilton G. Junior), R20 (Artur Bonfanti) e Romieta (Aline Karpinski) e seus avatares. Diferentes, se encontram na bola encantada para brincar de dança, cada um à sua maneira.

A noite de sábado será reservada para homenagens a duas personalidades da dança: os coreógrafos e diretores, Eva Shul e Antonio Carlos Cardoso, pelas suas significativas contribuições. As distinções serão feitas às 21h, antes do início do espetáculo de encerramento, "Peças Fáceis", com o Grupo Pró-Posição (SP).

Performado por mãe e filha bailarinas, "Peças Fáceis" propõe um estudo sonorocoreográfico a partir de peças musicais barrocas, produzindo sons e movimentos na mesma dimensão espaço-temporal. A montagem, de São Paulo, foi finalista ao Prêmio APCA de melhor espetáculo em 2017.

O 2° Gestos Contemporâneos abriu nesta quarta-feira (22) com palestra do pesquisador universitário, psicanalista e escritor Márcio Pizarro Noronha, seguida da abertura da exposição fotográfica "Revelações sobre Morte / Tempo / Vida", da performer Priya Mariana Konrad e da fotógrafa Mariel Fabris. À noite, o público conferiu a apresentação do espetáculo "Caminhos", que trouxe a bailarina e coreógrafa Sayonara Pereira à Capital gaúcha. "Caminhos" foi criado e dançado originalmente por Sayonara Pereira em 1998, na Alemanha, e nesta versão atualizada a narradora foi a bailarina Luiza Banov. Na sequencia, teve a montagem "WhatsApp para Shakespeare", com o Canoas Coletivo de Dança, sob a direção da premiada coreógrafa Carlota Albuquerque, que arrebatou o público.

Os ingressos para os espetáculos do 2º Gestos Contemporâneos estão à venda na bilheteria do TSP. O valor é de R$ 20, com direito à meia-entrada para associados da AATSP, estudantes, jovens de baixa renda, pessoas com deficiência, idosos, clientes com Cartão Sesc/Senac na categoria Comércio e Serviços e classe artística. As palestras e a exposição têm entrada franca.

2° GESTOS CONTEMPORÂNEOS

Ficha Técnica:

Curadoria: Maria Waleska Van Helden

Arte Gráfica e Ilustração: Luciano Teston

Assessoria de Imprensa: Silvia Abreu Consultoria Integrada de Marketing

Produção: Aresta Cultural

Realização: Governo do Estado do Rio Grande do Sul | Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer | Theatro São Pedro | Sistema Fecomércio-RS/Sesc

SERVIÇO:

2º Gestos Contemporâneos

Theatro São Pedro | Praça Mal. Deodoro, S/N - Centro Histórico, Porto Alegre/RS

Espetáculos: R$ 20,00

Os ingressos estão à venda na bilheteria do Theatro São Pedro, de segunda a sexta, das 13h às 18h30 ou até o horário de início do espetáculo. Sábados e domingos, das 15h até o horário de início do espetáculo.

50% de desconto para associados da AATSP, estudantes, jovens de baixa renda, pessoas com deficiência, idosos, comerciários e classe artística.

- Atividades de reflexão e exposição fotográfica

Sala de Oficinas Multipalco - anexo ao TSP

Entrada franca

 

Transforma Cia de Dança leva espetáculo premiado para Canoas - Entrada Franca

Premiado espetáculo da Transforma Cia de Dança em circulação estadual chega em Canoas


Após passar por Montenegro e Pelotas, a turnê estadual do espetáculo “Um Olhar Através de” chega em Canoas. A apresentação vai acontecer no Auditório 11 da ULBRA no dia 10 de novembro, com entrada franca. O grupo foi contemplado pelo edital FAC de Dança, da Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, e está percorrendo cinco cidades do Rio Grande do Sul que possuem cursos de graduação em dança, promovendo uma interação com os estudantes e trazendo a comunidade para dentro dos espaços universitários.

Além de apresentações gratuitas, a companhia vai oferecer ensaios abertos, oficinas de dança e um bate papo com o público sobre o trabalho. O grupo segue a circulação em Porto Alegre no dia 18 de novembro e encerra em Santa Maria, com data a confirmar. Tudo pode ser acompanhado na página do facebook especialmente criada para a circulação – fb.com/circulacaoOlhar2017

SINOPSE DO ESPETÁCULO
Um Olhar Através de” questiona o ritmo, conexões e novas configurações das cidades e da sociedade contemporânea. Inspirado na obra do sociólogo Zygmunt Bauman, a Transforma Cia. de Dança usou o conceito de Modernidade Líquida como ponto de partida para levar ao público questões tão comuns na nossa rotina, mas nem sempre percebidas e avaliadas.. O ir e vir das multidões, a selfie que registra ou falseia um instante, os olhares atentos e assustados que escoltam o sentimento de insegurança. As inovações facilitam nossa comunicação ao mesmo tempo que a superficializam. Estamos cada vez mais atarefados, vivendo em um limbo entre o virtual e o real. Entre o checklist de trabalho e da vida afetiva, tudo virou tarefa na vida das cidades que não param. Tudo virou olhares que só veem e não enxergam.

TRANSFORMA CIA DE DANÇA
A Transforma Cia. de Dança completa 30 anos se firmando como uma das mais tradicionais companhias de dança de Porto Alegre. Dirigido por Suzana D’Ávila, o grupo explora a linguagem do jazz e dança contemporânea sempre buscando a discussão de temas pertinentes na sociedade. Participou por oito anos consecutivos da mostra competitiva do Festival de Dança de Joinville, o mais representativo do Brasil. O espetáculo “Um Olhar Através de” recebeu em 2015 o Prêmio Açorianos de Dança de Melhor Bailarino e as indicações em Destaque Jazz, Melhor Coreografia, e Espetáculo do Ano. Em 2016 a coreógrafa Suzana d'Ávila recebeu o prêmio Destaque Jazz no Prêmio Açorianos de Dança por sua trajetória.

OFICINA DE DANÇA COM SUZANA D'ÁVILA
Suzana d`Avila se dedica ao ensino da dança há 35 anos. Diretora e coreógrafa da Transforma Cia de Dança, participa como jurada em festivais e ministra cursos em cidades dentro e fora do Estado. Graduada em Educação Física - IPA, pós graduada em Ginástica Rítmica- UGF. Atualmente é uma das principais formadoras de profissionais atuantes em Dança no Estado. Suzana ganhou o Destaque Jazz no Prêmio Açorianos de Dança 2016 pela qualidade de seu trabalho. Em 2017 criou junto com Karina d'Ávila o POA Dança Jazz, evento que reúne os principais nomes do estilo de dança em uma celebração nunca vista no estado.

UM OLHAR ATRAVÉS DE - CANOAS
10 de novembro
Local: Auditório 11 da ULBRA (Av. Farroupilha, 8001 – Canoas)

16h30 – Oficina de Dança com Suzana d'Ávila - Inscrição – bit.ly/oficinaCanoas
18h – Ensaio Aberto
20h – Espetáculo “Um Olhar Através de”
21h – Bate-papo


ENTRADA FRANCA (os ingressos podem ser retirados 40 min antes da apresentação)

FICHA TÉCNICA

Direção: Suzana d’Ávila

Assistência de direção: Karina d’Ávila

Elenco: Cíntia Bracht, Dante Saldanha, Denise Almeida, Fernando Muniz, Gabriel Fragoso, Juliana Preussler, Kleo Di Santis, Luíse Robaski e Mauricio Miranda.

Concepção coreográfica: Suzana d’Ávila e elenco

Iluminação: Karrath

Produção: Cristiane Marçal

Divulgação e projeto audiovisual: MOOV.art – Fernando Muniz

Projeto gráfico: Gabriel Fragoso

Fotografia: Cíntia Bracht, Claudio Etges, Fernando Muniz e Marcus Godoy

Este projeto está sendo realizado com recursos do Fundo de Apoio à Cultura (Pró-cultura RS FAC), Lei nº 13.490/10

Última atualização ( Ter, 07 de Novembro de 2017 15:02 )
 
Página 2 de 138

Publicidade

Publicidade

Blogs

Enquete

Você é favor da convocação de Eleições Gerais no Brasil
 

Twitter CN

    Newsletter

    Expediente

    EXPEDIENTE
    Rua Santos Ferreira, 50
    Canoas - RS
    CEP 92020-000
    Fone: (51) 3032-3190
    e-mail: redacao@jornal
    correiodenoticias.com.br

    Banner
    Banner
    Banner

    TurcoDesign - Agencia de Publicidade Digital