Jornal Correio de Notícias

TRENSURB BUSCA MODERNIZAR DISPOSITIVOS DE PROTEÇÃO DA REDE DE ENERGIA DE TRAÇÃO DOS TRENS

E-mail Imprimir

No dia 10 de maio, a Trensurb irá receber propostas de empresas interessadas em participar de licitação que tem como objeto a modernização dos dispositivos de proteção e controle da rede de abastecimento de energia de tração dos trens. O projeto prevê a atualização tecnológica e padronização de componentes, além da implantação de um sistema de proteção integrado intertripping na totalidade da rede. Hoje, o sistema intertripping está instalado somente no trecho mais crítico da rede de energia elétrica. Ele faz com que, assim que ocorre uma falha em determinado ponto, abram-se os disjuntores das duas instalações elétricas mais próximas (uma em cada direção) do local desse problema, cortando o fornecimento de energia do trecho e isolando o ponto da falha. A adoção desse sistema, em conjunto com a modernização dos dispositivos de proteção, garante mais segurança e confiabilidade ao funcionamento da rede de distribuição da energia elétrica que move os trens, facilitando a detecção e a interrupção de falhas e evitando possíveis acidentes. O investimento previsto para o projeto é de R$ 4,03 milhões.

Modernização e recuperação de instalações elétricas

Também com o objetivo de garantir a segurança e a confiabilidade do sistema, a Trensurb está promovendo a modernização de equipamentos de três de suas subestações de energia de tração. Até o fim do mês, deve ser concluída a instalação de novos transformadores de potencial, transformadores de corrente, chaves seccionadoras e para-raios nas subestações Farrapos, Fátima e São Luís, em substituição a equipamentos que estão chegando ao fim de suas vidas úteis. Esse trabalho é feito por meio de contrato firmado em janeiro do ano passado com a empresa ABB, pelo valor de R$ 2,51 milhões.

A Trensurb tem ainda um contrato vigente com a Siemens para a construção de nova subestação de energia em Sapucaia do Sul e recuperação da cabine de seccionamento e paralelismo Luiz Pasteur, no valor de R$ 18,57 milhões. A subestação anteriormente em funcionamento em Sapucaia do Sul está inativa desde a ocorrência de um incêndio no local, em abril de 2016. A reconstrução da instalação é importante para garantir o fornecimento de energia elétrica no trecho mais ao norte da linha metroviária – especialmente no caso de eventual falha da Subestação Liberdade, em Novo Hamburgo. Em fase de consolidação de projetos, o empreendimento tem previsão de conclusão em novembro.

 

Publicidade

Publicidade

Blogs

Enquete

Você é favor da convocação de Eleições Gerais no Brasil
 

Twitter CN

    Newsletter

    Expediente

    EXPEDIENTE
    Rua Santos Ferreira, 50
    Canoas - RS
    CEP 92020-000
    Fone: (51) 3032-3190
    e-mail: redacao@jornal
    correiodenoticias.com.br

    Banner
    Banner
    Banner

    TurcoDesign - Agencia de Publicidade Digital